17 março 2008

Semana Santa - Domingo de Ramos


Começou pois a Semana Santa à qual também chamamos a Semana da Paixão. Lembro-me de que, quando era muito nova, não queria, não me conformava com o emprego da palavra paixão para designar precisamente uma sequência de dias de tortura aplicada sobre um ser humano ( não esquecendo nunca a natureza também humana de Jesus ) ,de tal forma rebuscada e dilacerante que nunca mais se desvaneceu na memória dos Homens e estou eu, hoje,ano 2008, a falar dela, aqui. Só mesmo quando estudei latim soube de forma convincente que passio,passionis significava sofrimento e também já tinha conhecimentos do Mundo e das coisas que me permitiram ir começando a abarcar toda a latitude humana, social e semântica desta palavra que, antes, para mim, apenas rescendia a amor.Não percebia, em miúda, e ainda hoje só pelo caminho da FÉ consigo crer que percebo a espantosa forma de amar que pode levar alguém a aceitar semelhante Paixão. Digamos que Jesus não aceitou:Jesus procurou-a, em cumprimento da sua missão divina. E vai triunfalmente entrar em Jerusalém rodeado de um povo que o glorifica como sabe,agitando em seu redor ramos "triunfais", enfatizando vistosamente este gesto de alguém que sabia que caminhava para a traição, a tortura e a morte . Segue-se então o torvelinho de horror que marcou para todo o sempre esta série de dias a que também se dá o nome de Semana Maior.Todos os actos de culto que nesta semana vamos celebrar constituem uma progressão em crescendo que humanamente nos comove e espiritualmente nos exalta soltando-se assim, simultaneamente, uma percepção da dor quase real e uma adesão sem reservas a esse Amor que não compreendemos. E se nos perguntam como podemos fazer da Cruz o símbolo que amamos, temos dificuldade em fazermo-nos compreender, de tal maneira é difícil explicar-se o que não se fundamenta apenas na Razão...

3 comentários:

Rui Melgão disse...

Gostei muito do seu blog... Muito interessante!

A lógica de Deus é diferente da nossa. Daí que pela razão se torna dificil explicar muitas das coisas de Deus... É que a lógica de Deus é uma lógica de amor, de esquecimento de si, de liberdade onde parece não haver...

Alma rebelde disse...

Fui indicada por alguém para visitar a sua "janela".os meus parabéns pela manifestação do que lhe vai no coração.
Continuemos a ser firmes e fiéis nas pégadas do nosso Amado Mestre,cujo caminho é libertador e eterno,contráriamnte à lógica dos humanos...:)

jj disse...

Passio, passionis (subst fem) - sofrimento.

Exacto!

Jinhos.