09 março 2008

Lázaro


Aquela exortação de S.Pedro para que os Efésios acordassem, sendo que esse acordar seria como levantarem-se do meio dos mortos , teve o seu corolário hoje, quando Jesus ordenou ao seu amigo Lázaro que saísse do pedregoso túmulo onde jazia,havia já quatro dias. Ao responder a este chamamento, Lázaro traz todas as marcas palpáveis da sua morte verdadeira.As suas irmãs o haviam chorado como perdido e até lhes pareceu que o seu amigo Jesus, embora o chorasse também, não se mostrara apressado em vir juntar-se-lhes naquela ansiedade de poderem ainda salvar uma esperança...E a esperança era afinal tudo o que Jesus trazia para nos ensinar quando,para louvor do Pai, mostrou a todos que, como havia dito a Marta,quem acredita...embora venha a morrer ,viverá. Uma vez mais, a linguagem é misteriosa mas Lázaro morto que ressuscita abre as portas da esperança a todos nós...

1 comentário:

jj disse...

Uma das minhas pequenas lutas diárias... a esperança, no futuro, no outro...! :)

Jinhos.