21 março 2008

Dia Mundial da Poesia


PORQUE NASCES, POESIA, NO MEU PEITO?
ÉS SAUDADE DE VIDAS QUE NÃO TIVE
OU CANSAÇO DA HORA QUE SE VIVE
DENTRO DE UM SÓ VIVER FECHADO E ESTREITO?

ÉS ESTE CONHECER QUASE PERFEITO
DE COISAS QUE A MEMÓRIA NÃO REVIVE?
POESIA, EM QUE MUNDOS É QUE EU ESTIVE?
PORQUÊ SEMPRE ESTE SONHO INSATISFEITO?

TRAZES DENTRO DE MIM, SEMPRE DISPERSOS,
ESTE NÃO ME CHEGAREM OS ESPAÇOS
E ESTE NADA ME SER SUFICIENTE

QUE FAZ COM QUE O ALENTO DOS MEUS BRAÇOS
SEJA O QUERER IR MAIS LONGE QUE OS MEUS PASSOS
E O QUERER SER MAIOR QUE TODA A GENTE...

2 comentários:

jj disse...

Lindo! Lindo! Lindo!

Bela homenagem!


Jinhos.

Anónimo disse...

Nasce a poesia no peito por ser aquele mundo mais nosso e mais profundo. A poesia mistura a memória com o sonho e a criação. E que sorte nunca estar satisfeita pois isso faz com que esteja sempre a crescer e a compensar o mundo real, ás vezes tão duro...

Ser Poeta é de facto ser mais alto!!! QUE BOM!!
Um beijo Vera