30 junho 2007

Concerto nos Claustros


Uma noite de lua redonda e céu brilhante,um ventinho rasante a cheirar a mares largos e o intermitente revoar de gaivotas piando,tão perto de nós era o rio,já quase mar!... E subia na noite a estridência metálica de Gershwin e Stravinsky a enrolar-se na renda de pedra dos claustros iluminados a luz e contra-luz em tons de águas-marinhas ou esmeraldas...E quando se desdobrou o coral de vozes múltiplas,frescas,plenas,vibrantes ou simplesmente murmurantes,a complementar frases da orquestra, levando a emoção ao climax imprevisto, foram realmente momentos de puro encantamento ! Faz precisamente um ano, ouviramos ,na Sé, um lindíssimo concerto dos alunos que finalizavam o ano lectivo da Escola de Música do Conservatório Nacional e foi já um enorme prazer sensorial. Este ano, nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos,todo o enquadramento sublimou ainda mais o inefável prazer de nos deixarmos "embeber" pelas maravilhosas interpretações e pelo interesse na coerência das peças escolhidas. Mais uma vez fico devendo todo este prazer à minha aluna Margarida que , de uma maneira muito inteligente ,está tendo uma excelente formação artística.

3 comentários:

jj disse...

Daqui a quinze dias, mais ou menos... ;) Mas aviso antes!

Jinhos.

Carlos Alves disse...

Sinto uma crescente convicção no uso deste "registo para memória futura".
Cada vez se revela mais poesia no que escreve. Brilha-nos com mais este exemplo.
E que bem,uma foto tão a propósito. Tem resultado a persistência.
Parabéns

M. Fátima disse...

Que encantamento é ler as suas reflexões, que carinho.... bjs