01 janeiro 2010

Primeiro dia de 2010

...do Ano-Novo espero as alvoradas
de manhãs que até hoje esperei em vão...

De um poema que escrevi há mais de cinquenta anos retiro ainda esta realidade que não seria de esperar pudesse revivê-la.A verdade porém é que podem ser outras as manhãs, mas eu continuo a ser a mesma !

1 comentário:

jj disse...

Que seja assim sempre.


Outros os tempos, mas o mesmo coração... :))))))





Jinhos.