20 janeiro 2010

Haiti

Eu até nem queria escrever . Porque me ultrapassa em muito: em grandeza, em crueza, em espanto...O Haiti ! O Mundo. O Ser Humano. A Terra.
Que é tudo isto? Vejo-os, como vermes a rastejarem sobre escombros, a esgueirarem-se entre frinchas, buracos, lixos,valetas...Farejados por cães ou por malandros...Inertes mas ainda vivos... Vivos mas soterrados até nos próprios gritos...E os olhos enormes das crianças, imensos, águas paradas, glaucas, sem entenderem...Uns olhos como nunca vi, a olharem como nunca olharam...
E pairam, sobrevoam, ávidas, todas as camaras de todos os que não são dali, mas querem ver, saber de longe como se estivessem lá... Como se estivessem lá... E o que será estar lá? Com o corpo e tudo a doer, pelo calor, pelo cheiro de náusea, pela ausência de TUDO menos do quase escândalo de se sentir corpo vivo ? É generoso ESTAR ali ? Será ? Será mesmo com o que nos resta de AMOR pelo OUTRO ,neste planeta que nos cospe, nos repele, será mesmo amor ou será apenas CUMPRIR ? Tudo tão estremado agora, com a Terra a tremer mais e ainda, como ver claro entre o que é de fazer fé e o que é esvaír-se tudo para um futuro que,a haver, será estropiado de corpo e alma?

2 comentários:

Eunice O. disse...

Agora com tempo livre dei por mim a visitar blogues e, claro, sabendo que tinha um procurei-o.
Não fiquei admirada com o que li, nem da forma como está escrito. Sempre bilhante a Mestre que tantos tivemos! Espero continuar a acompanha-la, agora, através deste meio, e por favor, se tiver um bocadinho não escreva só qdo vem da missa. Bj.

jj disse...

Este seu post lembra-me este de uma menina que começa agora a descobrir o admirável mundo das relações internacionais:

http://coyoacan-world.blogspot.com/2010/01/tem-me-parecido-que-natureza-so-devasta.html


Jinhos.