25 outubro 2009

25deOutubro de 1147

Não posso deixar passar o aniversário desta LISBOA que eu amo sem lhe vir dar parabéns ! Foi tempo, não me lembro quanto de menina eu era, ou mesmo já de rapariga, neste dia era feriado na cidade. Como ela cresceu e como se manteve bonita ! Há por aí algumas rugas de obras a fazer-se ou de obras a deverem ser feitas... mas o TEJO e ela, ELA e o Tejo, constroem todos os dias a maravilha das cores, das luzes, dos perfumes e das requebradas curvas de compridíssima beira-de-água... Esta LISBOA que sempre amarei, enquanto puder amar...

1 comentário:

jj disse...

Não se pode de facto deixar passar em branco o aniversário de quem compõe cada dia, todos os dias, com cor, luz, perfume, clarividência, determinação, jovialidade, trabalho, organização, vida!, não importa quantas velas se soprem.


;)


Jinhos.