11 novembro 2006

São Martinho

Dia de São Martinho !___Vai-se à adega e prova-se o vinho. Ouvimos dizer isto com mais ou menos variações regionalistas, mas sempre com a mesma intencionalidade. Os franceses dizem :Pour la Saint Martin, tue ton porc et goûte ton vin. Mas também há esta maravilhosa pausa nas chuvas a que chamamos Verão de São Martinho...E hoje temo-lo em Lisboa, radioso, com uma luz única,só mesmo desta época... Dizem também os franceses que à la Saint Martin, la neige est en chemin:si ele n'y est pas le soir, elle y sera le matin e os espanhóis dizem que por San Martino el invierno viene de camino... Sempre a ancestral ligação à Terra, às coisas da Terra, aos conhecimentos empíricos do tempo e das produções correlativas e daí às festividades pagãs às quais se "colaram" as grandes celebrações religiosas dos cristãos...Todos os católicos amamos a belíssima simbologia da semente que é preciso que morra para que a planta renasça, por exemplo... Mas há coisas menores às quais acabamos por até já deixar ofuscar a real religiosidade em prol das quantas relações populares que se foram tecendo à sua volta.Quem se lembra de que São Martinho pode considerar-se o primeiro pacifista porque,pertencendo a uma família de militares, se recusou a combater numa guerra que considerou injusta e se apresentou voluntariamente para seguir no seu cavalo, na frente da legião a que pertencia, sem a espada e apenas erguendo uma cruz, recusando-se assim a matar alguém, mas não se furtando à presença, só que numa outra espécie de combate ? A situação da partilha da capa da sua farda é bem mais conhecida, porque a ela se tem sempre associado a bonita ideia de que o Verão surgiu porque Deus o teria querido recompensar e ao mesmo tempo proteger do frio que a dádiva da capa o faria sentir...Também se relaciona este Verão extemporâneo, em França, com o funeral do então já bispo de Tours, falecido em 8 deNovembro de397. Como se formou um enorme cortejo para, em dois dias de viagem, acompanhar o corpo do bispo, milagrosamente se teria estabelecido um tal calor, que, não só os peregrinos não sofreram com as intempéries, como até brotaram rosas nos jardins !... Sempre uma aura de mistério a relacionar os factos objectivos com transcendências que o povo guarda para enriqucer a sua elaboradíssima cultura... E as nossas preocupações de verdade histórica e coisas semelhantes...? Dia se São Martinho é o calor e a bondade e a paz e as coisas boas da Terra que nos são oferecidas.Não é bom ?

1 comentário:

jj disse...

... é bom, muito bom, melhor até que as castanhas assadas a escaldar nas mãos... ;) Jinhos.