03 fevereiro 2008

O Monte das Bem-Aventuranças



Bem-aventurados os pobres... início de mais umas quantas coisas desconcertantes que Jesus disse à multidão dos que mais uma vez o seguiam, para o ouvirem, quando, como aqui, parava,se sentava, se recolhia um pouco e depois,duma maneira calma, meio pensativa, começava a falar...Se eu estivesse lá, diria que ele estava a "pensar em voz alta"... Não sei a que horas se terá passado este momento, mas quem já subiu àquele monte e ali teve oportunidade de poder quedar-se em silenciosa meditação, deixando a vista alongar-se pelo tranquilo Tiberíades a seus pés, a quaisquer horas que sejam, compreende bem o peso e o alcance das solicitações que parecem brotar daquele silêncio, daquela vegetação, das flores de trepadeiras que enlaçam os ciprestes a toda a sua altura e da memória de tudo o que naquele local foi dito e é como um eco repercutindo indefinidamente... No entanto, a forma misteriosa, encantatória, metafórica e até por vezes criptográfica, como Jesus expunha o seu pensamento, agravada ainda pela possível multiplicidade de interpretações que cada tradutor lhe podia ir dando, trouxe para todos nós ( e para os senhores padres logo à frente) a tarefa de nos abeirarmos da mensagem de Jesus com todos os nossos conhecimentos de História, de Gramática, de Linguística, de Sociologia, etc, etc.Porque sabemos todos que quando se diz pobres em espírito, pobres pelo espírito,pobres quanto ao espírito, não é bem o mesmo que dizer pobres de espírito e nunca é o mesmo que falar nos pobres de bens materiais. E é às vezes por pormenores deste tipo que tanta gente não entende os cristãos !... E porque à Fé se acede por muitos caminhos, é bom pensar nas palavras e deixar-se "enfeitiçar" pelos lugares que as perpetuam dentro dos nossos sonhos de Paz...

2 comentários:

Maria - Portugal disse...

Navegando,encontrei o seu blog.Sou Maria João Botelho,amiga da dra.Graça Benard e estive consigo numas reuniões no Centreo de Identificação.
Achei extremamente interessante encontra-la na blogoesfera...
Tb tenho alguns blog's activos.
Cumprimentos cordeais

jj disse...

Exactamente!!! Já os Latinos diziam que todo o tradutor é um traidor.

Preste-se pois atenção às palavras e aos lugares! Até porque toda a palavra é um lugar também e lugares há que dão novo valor/fôlego a certas palavras.

Jinhos.