14 outubro 2007

Chorar em Fátima

Não é a mesma lágrima
de sempre !
Não é o mesmo sal,
a espessura, e o gosto...
Brota silenciosa,
devagar,
e começa a escorrer
por dentro da emoção,
a inundar-nos não o peito : a alma !

Não é a mesma lágrima.
isso não !
É um grito calado
a morrer-nos na boca...
E o amargo sabor
das dores do Mundo, todas...
Ali e só ali é que entendemos:
somos mesmo pequenos
e sem espaço
para um pequeno grão
sequer
de santidade...







!

1 comentário:

jj disse...

Pois não. Não é.

Jinhos.

P.S. Tinha a certeza que hoje escreveria sobre Fátima aqui. :)