27 maio 2012

Pentecostes

O ideal seria que qualquer possível leitor deste post conhecesse e pudesse ouvir agora aquela belíssima  balada cantada por Frei Hermano da Câmara que começa docemente......« o espírito de Deus...»
É que, celebrando nós hoje aquela espantosa maneira  com que a nossa Fé nos prodigalizou a possibilidade de sentirmos presente e interior a companhia do nosso Deus em todos os momentos de qualquer acto nosso, celebrando nós hoje esse longínquo dia, repito, parece tornar-se a celebração desproporcionada com o celebrado ,se não tiver aquele misto de música e magia que ajuda a arrebatar-nos para cima, sempre mais para cima !...Cinquenta dias passaram sobre tão violenta, mansa,sofrida, didáctica e incisiva progressão para a nossa formação de Cristãos. Faltava-nos este incêndio com que poderíamos pegar este FOGO ao Mundo todo... Uma rajada de vento, umas pequenas chamasinhas...E esse ESPÍRITO  DE DEUS  pairaria, de novo, como no primeiro dia da CRIAÇÃO, quando então ainda tudo era bom...
Hoje, cantava-se na missa uma sequência no meio da qual implorei especialmente:
            ABRANDAI  DUREZAS
           VINDE,PAI DOS POBRES
          NA DOR E AFLIÇÕES
         PARA OS CAMINHANTES 
         HABITANDO EM NÓS
         SOIS O NOSSO ALENTO !
          ANIMAI OS TRISTES,
          GUIAI OS ERRANTES

E  trouxe comigo  uma estranha sensação da paz que me tem faltado !

1 comentário:

Mz disse...

Eu conheço essa canção do Frei Hermano da Câmara. Há imenso tempo que não a oiço, mas o disco em vinil ainda deve estar em casa de meu pai.

Abraço,
Mz