19 dezembro 2010

Presépio antigo

Almofadinha de veludo.
É vermelha.
Barrinha de galões de ouro
e pingos,
lantejoulas
quais estrelas
a brilhar.
Medirá uns centímetros quadrados.
E eu,
toda gestos delicados,
fiz dela a base de um sonho,
um esplendoroso lugar...
Onde
um Menino Jesus
há anos abençoado,
parece nascer ali...
Sem manjedoura ,sem nada...
(que me perdoe MARIA,
que se não zangue José)
mas ESTE
da almofadinha
é todo
por mim criado...
Metáfora simplesinha
do calor da minha fé.

1 comentário:

JJ disse...

Delicioso!



Regresso ao ninho amanhã.

Desejo-lhe um Natal Muito Muito Feliz e um Ano Novo cheio de conquistas. (Mas falaremos antes das Festas.)

Beijinhos.