07 dezembro 2010

Descobre-te...

Da minha procura de temas para meditação neste Advento resultou que fui reencontrar os antigos dossiers , apontamentos e pequenas notas que compilei em alguns dos cursos e retiros que consegui frequentar e realizar há bem mais de vinte anos.Quanta coisa útil ! Quanto de mim por ali se formou, a partir de quanto se informou!
Não resisto à sedução deste pequeno texto que me aparece isolado e anónimo no meio desse meu thesaurus e aqui o registo como tema de abundantes sugestões para o dia de hoje.
Descobre-te no Evangelho :
És João Baptista quando fores capaz de fazer o deserto em ti e viveres para os outros
És a mulher adúltera quando no chão da tua miséria conseguires ver Deus escrever misericórdia
És Cireneu quando fizeres tua a cruz dos outros
És publicano quando fechando os olhos para o "fora", te vires melhor por dentro
És Nicodemus quando fores capaz de morrer todas as tardes para poderes "renascer" todas as manhãs
És a Samaritana quando nem a água, nem o poço, nem o cântaro te importarem porque só é importante ter essa sede
És o cego quando não chamares desgraçado a alguém só porque não tem olhos, porque percebas que desgraça é não ter "aquela" LUZ.

3 comentários:

JJ disse...

Isto é preciosíssimo.


Que belo encontro neste final de dia! :)))))))




Jinhos.

Anónimo disse...

Bela reflexão! Peco-te permissão para reproduzir esse texto em minha página e assim ajudar a chegar a mais pessoas, pois me tocou o coracão. Só o farei se concordares.
Um abraco fraternal,
Marcia.
meu blog: marciamaranho.blogspot.com

Maria de Lourdes Beja disse...

Tem toda a minha premissão, com os meus agradecimentos.
Com muito prazer, cotinuarei à espera dos seus comentários.
Já agora recomendo que veja
http://www.bubok.pt/libros/2122/Como-e-que-nao-tendes-Fe
e
http://www.bubok.pt/libros/846/Viver-Quando-Como-Onde-Porque
livros da minha autoria.