12 outubro 2010

Nel mezzo del camin

Nel mezzo del camin di nostra vita
mi ritrovai per una selva oscura
ché la diritta via era smarrita.
Ahi quanto a dir qual era è cosa dura
esta selva selvggia e aspera e forte
che nel pensier rinova la paura !
Tant'é amara che poco è più morte;
ma per trattar del bien ch'i vi trovai,
diró de l'altre cose ch'i v'ho scorte.
Io non so ben ridir com'i v'intrai,
tant'era pien di sonno a quel punto
che la verace via abbandonai.
Assim se "entra" no INFERNO de Dante. Quem esperaria, nesta nossa selva selvaggia , que fosse escolhida a DIVINA COMÉDIA como leitura recomendada a alunos do Secundário ? E que eles gostassem ? Naturalmente que transmitir a raparigas e rapazes actuais esta tão especial atmosfera que, nos dias deles, nos dias de hoje, me apetece chamar de "virtual", é francamente motivador e por isso me sinto "de parabéns" e estou a dá-los a quem teve esta ideia que bem melhor é do que a de trazer até eles algumas más traduções de modernos autores de romanceadas vivências que pouco ou nada têm a ver com a nossa europeia tradição greco-latina. Por mil e uma razões, é bom que não abandonemos la verace via...

1 comentário:

jj disse...

Que maravilha, que novidade tão boa!!!

Fico muito contente. Costumamos criticar muito os programas pela sua basicidade - eu própria assumidamente - e afinal, progressivamente vamos evoluindo. "Sic itur ad astra!" :)))))



Jinhos.