09 janeiro 2007

O Prazer do recomeço

Terminada em definitivo esta época de férias, lá me apareceram hoje de novo as companhias dos meus velhos GIL VICENTE, CAMÕES,JUAN ROIZ DE CASTELO BRANCO, com os seus cortejos de Indias, Galizas, frades jerónimos, flamejantes e manuelinos e ,a pairar( até por cima do meu velho Platão) sobre tudo isto, o extraordinário brilho dos meus poetas, a graciosidade que se foi beber ao galaico-português, o"polposo" que se apanhou de PETRARCA, por Sá de Miranda, tudo graças a uma língua musical e dúctil, colorida e viva,já naquelas idades... E o prazer imenso de "ver"nascer,crescer,desabrochar, nas raparigas e nos rapazes, a curiosidade e já o quase amor pelas coisas tão bonitas que estão a descobrir como suas também...
É bom recomeçar !

2 comentários:

Anónimo disse...

Ola...passei por aqui...fiquei fascinado pela juventude. um beijinho


Hélder Reis

Começar é sempre um bom pincípio

jj disse...

Recomeçar é sempre bom, mas recomeçar CONSIGO parece-me muito mais que algo 'bom': é um "prazer-privilégio".

Jinhos.

P.S. Regresso ao Porto a 21 de Janeiro, mas devo ir quase de imediato passar uma temporada na Madeira, até sensivelmente meados de Fevereiro. Portanto, só nessa altura voltarei ao rectângulo. ;)Devido a questões de bolsas e/ou conferências e quase certo que vá a Lisboa, se assim acontecer comunicar-lhe-ei, para irmos tomar um chá, sim?