02 abril 2010

Sexta - feira Santa


Alexandre Herculano

A CRUZ MUTILADA

Amo-te,ó cruz,no vértice firmada
de esplêndidas igrejas;
amo-te quando, à noite,sobre a campa,
junto ao cipreste alvejas;
amo-te sobre o altar, onde, entre incensos,
as preces te rodeiam;
amo-te quando, em préstito festivo,
as multidões te hasteiam;
amo-te erguida no cruzeiro antigo,
no adro do presbitério,
ou quando o morto, impressa no ataúde,
guias ao cemitério;
amo-te, ó cruz, até quando, no vale,
negrejas, triste e só,
núncia do crime a que deveu a terra
do assassinado,o pó.

Porém quando mais te amo
ó cruz do meu Senhor,
é se te encontro à tarde,
antes de o sol se põr,

na clareira da serra,
que o arvoredo assombra
quando à luz que fenece
se estira a tua sombra

e o dia últimos raios
com o luar mistura,
e o seu hino da tarde
o pinheiral murmura...

3 comentários:

jj disse...

Maravilhoso.

Igualmente alusivo ao dia de hoje, deixo-lhe este video: http://www.youtube.com/watch?v=aPAiH9XhTHc



Jinhos.

saitica disse...

Maria de LOURDES,
Acompanhamos seu blog e gostamos muito. Parabéns pelo trabalho.
Queremos linca-la no www.saitica.blogspot.com
em sendo do seu agrado a gente fica ligado.
Abraços, alegria e sorte na vida!
Daniel e Stella
Porto Alegre-RS - Brasil

Maria de Lourdes Beja disse...

Olá Saitica
Muito obrigada pelo vosso interesse. Terei sempre muito gosto em saber como me lêem desse lado do Atlântico e espero continuar a ter notícias vossas...